Geral

Geral - 31/10/2017
Delegados escolhem nova diretoria da Fenasps

Delegados escolhem nova diretoria da Fenasps

TEXTO: +A -A
Os participantes do XV Confenasps finalizaram o evento elegendo uma nova diretoria da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps). Delegados de todos os estados fizeram suas escolhas e elegeram a Chapa 2. O pleito foi considerado bem acirrado, principalmente entre as Chapas 2 e 3, com uma diferença de apenas 298 votos.
Além da chapa 3, com representantes do Ceará, o processo foi disputado por mais três grupos. Os integrantes criticaram o modelo de gestão adotado pela chapa vencedora. “Iremos conversar com a categoria sobre o que pensamos. Vamos organizar o movimento sindical e lutaremos contra o INSS Digital, terceirização e reforma da Previdência, para que possamos construir uma sociedade de servidores da Seguridade Social, da Saúde, da Previdência, do Ministério do Trabalho, da Anvisa e da Funasa para que tenham a condição de prestar seus serviços a sociedade mais carente, que é o nosso objetivo”, disse José Campos (RS).
“Queremos dizer que a nossa intensão não é meramente assumir cargos e nem estar na Fenasps, e sim defender a Seguridade Social que, infelizmente o Governo está sucateando cada vez mais. Precisamos resgatar a dignidade dos servidores da Seguridade Social, somos importantes, construímos a luta, construímos isso que está aqui. Teremos que enfrentar não somente o Governo que retira direitos, mas agora precisaremos enfrentar o desafio dentro da própria Fenasps com essa postura da diretoria”, pontuou Carmem Marques.
Para Antonia Tavares, diretora do Sinprece não encarou como uma derrota, mas sim como uma vitória, em que a luta juntará outras forças. A sindicalista ressalta da formação política para que os associados participem mais das ações  sindicais e da Fenasps.
Para Joana Moreira, as disputas entre as chapas devem ser colocadas em segunda ordem e as correntes devem, nessa nova diretoria, construir parceria que reflitam o interesse geral dos trabalhadores, deixando qualquer tipo de desavenças em segunda ordem. “Os desafios com a governabilidade posta pelo governo Temer requer um trabalho coeso, aguerrido e integrado entre os diversos trabalhadores representados pela Fenasps e sua diretoria”, concluiu.
Vejam o número de votos de cada chapa abaixo: