Geral

Geral - 11/10/2017
Secretaria Nacional da CSP-Conlutas orienta jogar todas as forças para a realização do dia 10/11

Secretaria Nacional da CSP-Conlutas orienta jogar todas as forças para a realização do dia 10/11

TEXTO: +A -A

A Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas reunida na última quinta-feira (5) aprovou uma resolução sobre conjuntura nacional e atividades do próximo período. A principal tarefa será a preparação dia 10 de novembro, impulsionado pelos metalúrgicos e que deve ser incorporado por outras categorias.

Confira:

Resolução de Conjuntura e atividade da SEN:

Considerando que:

1 – A crise política aumenta com a entrada da segunda denúncia de corrupção contra Temer no Congresso Nacional, bem como com sua nova queda de popularidade;

2 – O governo Temer, os governos estaduais e os empresários continuam tentando descarregar a crise nas costas dos trabalhadores seja na aplicação do ajuste fiscal, no ataque ao funcionalismo, privatizações e na aplicação da Reforma Trabalhista e na terceirização;

3 – O ajuste fiscal compreende um conjunto de medidas que retiram os direitos dos trabalhadores, intensificando os desmontes dos serviços públicos e ataques aos servidores em todas as esferas, como a aprovação na CCJ da possibilidade de demissão dos trabalhadores deste segmento, fragilizando esses serviços que atende a toda a população;

4 – O desgaste das instituições e dos partidos tradicionais se aprofunda ainda mais quando se vê o PT, PSDB e PMDB, juntos, entrarem na vergonhosa “operação salva Aécio Neves”;

5 – Em meio essa crise estamos vendo, mais uma vez, se demonstrar a disposição dos trabalhadores em se levantar em fortes greves, como a dos trabalhadores em Educação do RS (uma das maiores de sua história) e a dos trabalhadores dos Correios em nível nacional e, em estados como Rio de Janeiro e São Paulo, inclusive, com a base passando por cima dessas direções;

6 – No último dia 29 ocorreu uma importantíssima plenária dos trabalhadores da indústria, organizada a partir do “Movimento Brasil Metalúrgico”, contando com a participação de várias outras categorias das estatais e do funcionalismo público que definiu um plano de lutas para resistir à implantação da Reforma Trabalhista e definiu o dia 10 de novembro como “Dia Nacional de Luta e Defesa de Nossos Direitos! Com greves, paralisações e manifestações”;

7 – Essa plenária, que pela superestrutura expressa o sentimento e força que está por baixo, no chão da fábrica, também definiu como pauta a “Luta Contra a Reforma Trabalhista e Pelo fim da Terceirização; contra a Reforma da Previdência Social; contra as privatizações e em defesa do patrimônio público; por empregos de qualidade para todos e todas e contra a desindustrialização e desnacionalização da indústria; em apoio à luta dos servidores públicos e pela unidade e fortalecimento das campanhas salariais em todo o País;

8 – Posteriormente, as centrais sindicais resolveram encampar o dia 10 de novembro como um Dia de Paralisação Nacional com o mote “o Brasil vai parar contra a Reforma da Previdência e não aplicação da reforma trabalhista”;

9 – Também temos visto avançar as lutas populares nas resistências indígenas (como a luta dos Guaranis em SP), ocupações urbanas (como a do ABC), as manifestações ocorridas em todo País contra a cura gay e inúmeras outras greves em fábricas operárias contra as demissões, terceirizações ou retirada de direitos nas convenções coletivas de trabalho (como as ocorridas no Vale do Paraíba ou na região de Campinas-SP) e diversas movimentações de desempregados na luta pela retomada de obras e da indústria naval.

A SEN resolve:

a) Abraçar e intensificar a iniciativa, o manifesto e o calendário de mobilização definido na Plenária do “Movimento Brasil Metalúrgico”, ocorrida no último dia 29 de setembro e acrescentar a esse conjunto de pauta todas as nossas bandeiras já definidas, como Fora Temer e todos os corruptos do Congresso Nacional; prisão e confisco dos bens de todos os corruptos e corruptores; estatização imediata das empresas envolvidas em corrupção; redução da jornada de trabalho sem redução de salário; reforma a agrária e urbana, já; suspensão imediata do pagamento da dívida, etc;

b) Jogar todas as nossas forças à construção do dia 10 de novembro como “Dia Nacional de Luta e Defesa de Nossos Direitos! Com greves, paralisações e manifestações”, mas intensificarmos todos os esforços para que esse dia vá se transformando em uma greve nacional, de fato;

c) Apontar, desde já, para que todas as nossas entidades do movimento sindical, popular e estudantil se incorporem a essa construção e luta, com todas as nossas forças;

d) Reproduzir em cada estado, região, município, território, e/ou bairro a realização de plenárias unitárias, partindo das organizações do “Movimento Brasil Metalúrgico” e buscando incorporar as Centrais Sindicais, Federações, Confederação, Sindicatos e o maior número possível de organização para preparação do dia 10 de novembro;

e) Reafirmar que, nesse marco, vamos seguir trabalhando para que o movimento previsto para o dia 10 de novembro se transforme em uma verdadeira Greve Geral, necessária para botar para “Fora Temer e Todos os Corruptos do Congresso Nacional.

Levaremos essa resolução para ser apreciada e votada (atualizada se necessário) em nosso congresso nacional, que se realiza nos próximos dias 12, 13, 14 e 15 de outubro, momento em que juntaremos mais dois mil lutadores e lutadoras de nosso país, e assim podermos dar, a essa tarefa, a condição de nosso principal desafio político, rumo à construção de uma nova Greve Geral. Esse será o desenvolvimento de um real plano de lutas que pode nos permitir derrotar o governo, os patrões e suas reformas.

Calendário da Jornada de Lutas e Mobilização de Outubro e Novembro dos Servidores Públicos Federais:

10/10/17: Atos em frente aos TREs e/ou das Centrais de Atendimento ao Eleitor, tendo em vista que dia 15/10 é a data de extinção das zonas eleitorais (Fenajufe).

19/10/17: Ato em defesa da Educação Pública no Rio de Janeiro.

27/10/17: Dia Nacional de lutas, mobilização e paralisação em defesa do serviço público/Dia do lançamento da  Campanha de Valorização do Serviço Público.

10/11/17: “Dia Nacional de Luta e Defesa de Nossos Direitos”, com  greves, paralisações e manifestações.

FONTE: CSP-Conlutas

Link: http://cspconlutas.org.br/2017/10/secretaria-executiva-nacional-da-csp-conlutas-orienta-jogar-todas-as-forcas-para-a-realizacao-do-dia-10-de-novembro/