Geral

Geral - 29/03/2018
CGNAD indica suspensão dos efeitos financeiros dos próximos ciclos de avaliação do INSS

CGNAD indica suspensão dos efeitos financeiros dos próximos ciclos de avaliação do INSS

TEXTO: +A -A

           

Dando continuidade à primeira reunião do Comitê Gestor Nacional de Avaliação de Desempenho (CGNAD) realizada no último dia 7 de março, quando foram apresentadas novas métricas para implementação de novo indicador (RELEMBRE AQUI), os trabalhos do dia 19 de março iniciaram-se com a explanação do diretor da DGP, Alexandre Guimarães, informando ser o prazo fatal para definição do índice pois o INSS estava sob forte pressão do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Controladoria Geral da União (CGU). Nesta reunião, representaram a Fenasps as diretoras Rita de Cássia Assis (SP) e Laurizete Gusmão (DF).

A FENASPS informou que a proposta anteriormente apresentada foi levada à Plenária realizada no dia 11 de março, com mais de 100 representantes de todo o país e recebida com muita preocupação, pois existem realidades diferentes com implantação do INSS Digital: represamento, aposentadoria de servidores e a situação da Superintendência Regional em São Paulo com início de um ‘novo’ Plano de atendimento com abertura indiscriminada de agenda para benefícios de 30 em 30 minutos, atendimento espontâneo até às 13 horas e previsão dos famigerados Grupos de Trabalho para análise.

Diante da total falta de planejamento do Instituto e a convivência dos dois modelos, processo físico e virtual, bem como impacto negativo no salário, as representantes da Fenasps não aceitaram quaisquer índices que trouxessem prejuízo à categoria.

         

Após os debates foi consenso a necessidade de elaboração de Portaria que contivesse a suspensão de efeitos financeiros para o atual e os próximos ciclos, minimamente o 18 e 19 ciclos.

Também foi ressaltada a necessidade de criação de um Grupo de Trabalho no âmbito do INSS com participação de servidores para estudar, em reuniões periódicas, um indicador considerando atual modelo de atendimento.

A FENASPS solicitou da gestão números nacionais de acervo de processos, concessões e outros que possibilite subsidiar estudos. A próxima reunião do CGNAD está prevista para ocorrer em 10 de abril.

 Não aceitaremos redução salarial!

Nenhum direito a menos!

FONTE: FENASPS