Notícias

Notícias - 06/07/2020
Filiados decidem pelo NÃO RETORNO das atividades presenciais

Filiados decidem pelo NÃO RETORNO das atividades presenciais

TEXTO: +A -A

Por maioria dos votos os filiados ao Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social (Sinprece) decidiram em assembleia virtual, nessa sexta-feira (3), através do aplicativo “Zoom”, pelo não retorno às atividades presenciais no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e antigo Ministério do Trabalho (MTB) no dia 6 de julho. Representantes de vários municípios marcaram presença e ampliaram a discussão sobre a preocupação e disseminação do coronavírus.

A decisão foi marcada pelo amplo debate político à frente do avanço da Covid-19, sobretudo, para áreas do interior. Também questionaram a falta de uma política emergencial do governo federal para conter o avanço da doença e o desrespeito com as vidas ceifadas nesse momento de crise sanitária. O risco no atendimento ao público, em ambiente fechado, foi outro ponto debatido pelos servidores que, consideram que somente haverá segurança após o surgimento de uma vacina ou existência de protocolos cientificamente estabelecidos que definam o uso de maneira eficaz de EPIs e EPCs. A categoria demonstrou aflição e denunciou a falta de instalação de proteções de acrílicos nos guichês, do número insuficiente de EPIs, da falta de testagem em massa e periódica dos servidores, da indefinição sobre forma de higienização das unidades de trabalho entre outros fatores que devem ser considerados pela administração antes de proceder a reabertura das unidades de trabalho.

A categoria enalteceu os bons resultados das atividades em home office, o que comprova a proatividade de todos nesse momento de isolamento social. Sobre esse ponto, definiram que deverá o sindicato provocar uma campanha publicitária para informar os números reais a sociedade. Além disso, buscar espaços midiáticos de forma gratuita através de artigos assinados, entrevistas em rádio e TV.

Os servidores também decidiriam pela participação de delegados na assembleia virtual da Fenasps e pelo o indicativo de paralisação das atividades nas unidades de trabalho caso permaneça a decisão governamental de abrir as agências, potenciais focos da doença, fato que colocará em risco a vida de servidores, segurados e suas famílias.

A assessoria jurídica do Sinprece tirou dúvidas acerca do pagamento de anuênios e, sobre casos de um advogado que, mais uma vez está prospectando clientes no serviço público federal com falsas promessas. A assembleia específica registrou aproximadamente 100 pessoas na modalidade on-line, com cerca de 4 horas de duração.