Notícias

Notícias - 27/03/2009
Greve dos servidores de saúde é considerada ilegal em Santa Catarina

Greve dos servidores de saúde é considerada ilegal em Santa Catarina

TEXTO: +A -A

Da Redação do SINPRECE

Os servidores de saúde de Santa Catarina, decidiram manter suas paralisações, mesmo após a Justiça ter considerado o movimento ilegal.

O desembargador substituto do Tribunal de Justiça, Ricardo Roesler, já concedeu liminar ao Governo do Estado, ordenando a volta imediata dos trabalhadores às suas atividades. A multa pelo não cumprimento da liminar é de R$ 20 mil por dia.

Segundo o desembargador, conforme seu despacho, o movimento extrapolou os limites da lei porque a população não está sendo devidamente atendida.

Até a noite do dia 6 de novembro, o SindSaúde alegou não ter recebido qualquer documento e que as paralisações continuariam. “Para acabarmos com a greve precisamos chamar uma assembléia. Não recebemos nenhuma informação e o movimento vai continuar,” afirmou Pedro Paulo Chagas, vice-presidente do SindSaúde.

Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 16,76% e a revisão dos casos de insalubridade

*Com informações do Diário Catarinense

Mais Informações
http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a2710027.xml&template=3898.dwt&edition=13473&section=213