Geral

Geral - 08/02/2021

Nota de pesar- Wendel Alves

TEXTO: +A -A

Wendel Alves estará sempre presente! Um colega que deixará saudades, um homem justo que foi vítima dos acasos da vida, da saúde comprometida e da pressão política e gerencial utilizada por uma repartição falida. 

Wendel não suportou, mas deixou várias mensagens que denunciam um sistema de exploração humana e arbitrariedades no serviço público. Situações vexatórias que a sociedade civil não enxerga, somente aponta para aqueles que não têm culpa. 

Os governos mentem descaradamente, maltratam os servidores, acorrentam quem doa o sangue, o corpo, a alma e entrega boa parte da vida realizando trabalhos em órgão público, que atualmente agoniza. 

Chega a ser desanimador constatar que parte da população ainda se utiliza da percepção, amplamente disseminada pelos os verdadeiros destruidores do serviço público, de achar que o trabalhador é o culpado disso e daquilo. 

Não há como funcionar normalmente quando não existe recomposição do quadro funcional através de concurso público. Somos vítimas de um sistema aniquilador! Estamos adoecidos e sem respirar ar puro!

 

Leia um texto de Wendel Alves, servidor do INSS de Iguatu: 

“O INSS ultimamente tem se esforçado muito para perder inclusive seus servidores mais dedicados.

As coisas que tem acontecido por aqui são inacreditáveis, nem no EB que a escravidão do militar tem o aval da constituição eu vi as coisas que tenho visto por aqui. Até os coronéis quando queriam aumentar o serviço da tropa tinham mais razoabilidade.

Aqui os sujeitos do nada querem enfiar mais 10 benefícios por dia, que cada um pontua incríveis 0.11 pontos, como se não fosse nada. Tentam revogar todos os feriados com uma portaria.Tentam aumentar o arrocho escondendo a nossa própria produtividade.

Eu sei que tem uns colegas cegos por conta desse dinheiro do BMOB, eu não critico pois quem não quer ganhar um dinheiro a mais em tempos tão tenebrosos, mas cuidado colega pois o mundo não acaba amanhã, até os 30 eu também habilitar benefícios como se fosse um trator, hoje se passar de um certo limite o corpo pia, depois a conta de toda essa subserviência e trabalho extra pode vir bem cara em dinheiro e saúde.

Rapaz, houve tempos que nós discutimos sobre normas e benefícios para nossa carreira aqui nessa comunidade, agora alguns gritam pelo mínimo de respeito enquanto outros fazem ouvido de mercador.

Eu não sei vocês, mas eu termino meu dia de trabalho cansado, sempre faço raspando essa meta de 90 pontos, então já estou no meu limite e estão tentando enfiar 10 seguros defesos a mais por dia pra mim, então no fim vou acabar sendo mais um que não consegui fazer os 90 pontos.

Se um número considerável não conseguir fazer os 90 pontos vamos acabar todos com desconto na GDASS.

Eu já nem me lembro mais quem aqui votou em A ou B, mas tem colegas que ainda não saíram do período eleitoral e não percebem que nossa batata está assando!

Imagina só se aprovam essa reforma administrativa e te jogam no defeso, no recurso, na revisão ou na manutenção que quase ninguém conseguir atingir os 90, vai ser demitido por improdutividade mesmo se matando de trabalhar!

Ninguém aguenta viver correndo atrás da própria sombra, a meta tem que ser exequível e para isso a pontuação tem que ser realista, se não você se desmotiva e não rende nem o que poderia render!

A adm não vai conseguir tapar esse rombo de servidores na base do chicote, uma hora o parafuso espana e no fim será pior pra todos!”