Geral

Geral - 07/06/2019
Sinprece entrega dossiê sobre desmonte da agência do INSS/ Fortaleza Sul

Sinprece entrega dossiê sobre desmonte da agência do INSS/ Fortaleza Sul

TEXTO: +A -A

Em reunião com o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Renato Vieira, e sua equipe, nesta sexta-feira (07), em Brasilia, o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social (Sinprece), representado por Carmem Marques e Leda Chaves, diretoras da FENASPS no Ceará, e a servidora Liliana Gomes, lotada na APS Fortaleza Sul, entregou um dossiê sobre o desmonte do INSS instalado na Gerência Executiva Fortaleza, contendo a representação feita ao Ministério Público Federal, vídeo com depoimentos dos segurados e noticias da Imprensa local denunciando o fechamento da agência do INSS/ Fortaleza Sul, a fim de centralizar o atendimento de médicos peritos federais.

O vídeo entregue ao Presidente do INSS comprova as ações desumanas aplicadas com a implantação do projeto piloto. As entrevistas confirmam que os segurados se deslocam da Região Metropolitana de Fortaleza, além de municípios mais distantes como Boa Viagem, que fica a 309 quilômetros até APS Fortaleza Sul, no bairro Edson Queiroz. No material exposto, a acompanhante do segurado acometido por um câncer e traqueostomizado relata o sofrimento em sair na madrugada de BoaViagem, em ambulância cedida pela Prefeitura, e ser transportado em uma maca.

A diretoria do Sinprece já havia denunciado que tal mudança iria impactar financeiramente no orçamento das respectivas secretarias da saúde.
As representantes do SINPRECE explanaram a real situação  do prejuízo para população, cerca de 540 mil pessoas ficarão sem opção do atendimento presencial. Os diretores consideraram um verdadeiro massacre ao povo cearense, com agravante do desvio de finalidade do Estado, interesse público.

Por fim, o Presidente do INSS assegurou que levará a demanda para reunião com os superintendentes e gerentes executivos, comprometendo-se em dar um retorno o mais breve possível. A reunião foi agendada pela diretoria da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps).